Notícias

A categoria autorizam os Sindicatos dos Vigilantes da Bahia a tratar da contraproposta patronal

NEGOCIAÇÃO COLETIVA 2021/22:

As diversas Assembleias realizadas na sexta-feira e sábado (17 e 18) avaliaram todo o cenário da negociação coletiva, a situação do Dissídio em Brasília, a mobilização da categoria e o cenário para 2022 e autorizaram a Direção dos seus respectivos Sindicatos (Sindvigilantes/BA, Sindmetropolitano, SVItabuna e Sindvigilantes/FSA) a encaminhar as últimas tratativas para assinar a Convenção Coletiva a partir da contraproposta dos patrões.

Na Assembleia de Salvador,  realizadas na  sexta- feira e no sábado, a aprovação do encaminhamento foi de 99% (garantindo o amplo direito e liberdade de opinião e voto).

Os principais tópicos da contraproposta patronal discutida nas Assembleias são:

•             Reposição da inflação de 2020 e 2021 em 4 parcelas a partir de fevereiro/2022;

•             Reajuste do salário em 01/02/2022 com 100% do INPC (inflação) + 2,43% correspondente a uma das parcelas da reposição da inflação de 2020/21;

•             Elevação do Adicional de Boa Permanência de 8,5% para 14% nos novos contratos a partir de 1º/2/2022, chegando a 25% em fevereiro de 2025 para todos, independentemente de contratos novos;

•             Reciclagem em dias alternados para a jornada 12/36 diurna com uma indenização de 180 reais; 

•             Garantia de todas as conquistas da CCT 2018;

O valor do Piso ainda não está definido, até porque não se sabe o índice da inflação de janeiro/2022.

Agora a tarefa das direções Sindicais é tratar de algumas pendências e ajustes (a alimentação, por exemplo) e encaminhar a assinatura da CCT para valer a partir de 1º de fevereiro.

Com certeza a contraproposta não é a melhor para a categoria, mas levou-se em conta que os Vigilantes não suportam mais a perda do poder de compra do salário para a inflação e as insistentes investidas dos patrões em reduzir remuneração e retirar direitos da categoria.

E, levando em conta a experiência de todas as categorias, qualquer decisão judicial trará prejuízos para os trabalhadores.

ASSEMBLEIAS: EXEMPLO DE DEMOCRACIA E OBRIGAÇÃO LEGAL – Foi curioso nos últimos dias o resmungo de uns agentes patronais (X-9 de patrão) recomendando os colegas a não comparecerem as Assembleias. A resposta dos colegas inteligentes foi rechaçar estes agentes. E vale reafirmar:

•             Assembleia é democracia dos trabalhadores e o Estatuto do Sindicato garante a ampla e livre participação;

•             É o espaço para opinar contra ou a favor;

•             Nunca esta direção do Sindvigilantes/BA assinou Convenção sem a aprovação da categoria nas assembleias, não em redes sociais;

•             A própria CLT diz que acordo ou convenção coletiva só tem validade com a aprovação da assembleia;

•             Portanto, quem teve ou tem opinião, participa e decide.

O resto é jogo sujo de patrões e seus X-9.

A LUTA CONTINUA!

Related posts

Carta aberta

ASCOM Sindvigilantes-Bahia

MAIS PROCESSOS DA SEMANA PASSADA E MAIS CHEQUES PARA QUEM TEM FÉ DA LUTA.

ASCOM Sindvigilantes-Bahia

390 MIL AINDA AGUARDA 91 COLEGAS DE 4 PROCESSOS: BAHIA COMFEDERAL/CAIXA, SENA/BB, JAVA E MJR – MULTA FÉRIAS.

ASCOM Sindvigilantes-Bahia