Dia da Consciência Negra

Só um milagre humano anulará tantos projetos medonhos que matam e escravizam a sociedade e apagam nossos sonhos. Quem vai quebrar a maquina do mal?

Mestre Moa do Katendê

 

A data de 20 de novembro é para os negros brasileiros de suma importância no sentido de que marca a homenagem a Zumbi, o líder, do Quilombo dos Palmares.

 

O objetivo do Dia da Consciência Negra é fazer uma reflexão sobre a importância do povo e da cultura africana no Brasil. Também serve para analisarmos o impacto que tiveram no desenvolvimento da identidade cultural brasileira.

 

Para os trabalhadores, negros, brasileiros (as) o momento é mais do que necessário para se fazer reflexões no sentido de promover ações que possam, como fez Zumbi, levar a outro patamar que não seja o  da perda dos direitos a lida diária da sociedade. Esse talvez fosse “o milagre humano” a que se referiu o mestre Môa…,

A vida contemporânea tem nos apresentado outras formas de escravização e usurpação de direitos, sobretudo da espoliação da força de trabalho. Numa sociedade de reforma trabalhista, o que resta para a maioria dos trabalhadores quiçá os vigilantes não é outra realidade se não a do retrocesso, da terceirização sem limites dentre outras questões insalubres e que marcam e matam-nos ideologicamente.

 

Quem irá quebrar a máquina do mal?  Para os trabalhadores homens e mulheres vigilantes prestadores de serviço de segurança e vigilância não resta duvidas de que é preciso reagrupar e organizar a luta, os direitos conquistados precisam ser defendidos e ampliados. A proposito, a lição que fica da luta e legado de Zumbi dos Palmares é o da luta e resistência.

 

 “trabalhadores do mundo uni-vos.”

 

Por: Antonio Cláudio Silva

Dirigente sindical, Licenciado em Pedagogia pela Universidade Federal da Bahia e Bacharel em Ciências Sociais pela Universidade do Estado da Bahia (cursando).