SindVigilantes e Sind Itabuna União que faz toda diferença.

Na defesa dos direitos dos vigilantes da Bahia, o SindVigilantes/Ba e Sind Itabuna participaram no Ministério Público – MP de Itabuna (435 km da capital), junto com os vigilantes da empresa GP, contrato CAGIL, em Ilhéus.

Na mediação a caloteira da GP, além de não pagar a rescisão de trabalho, não aceitou a proposta do sindicato, com aval dos trabalhadores de autorizar o contratante de efetuar o pagamento direto a CAGIL, que concordou em realizar os pagamentos, mas a GP, com a sua postura, e DNA (caloteira) recusou a proposta deixando o Ministério Público – MP. A nova reunião será dia 29 de janeiro, às 11 horas.