“TRABALHO, LUTA E CONQUISTAS EM PROL DOS VIGILANTES DA BAHIA”

NOTICIAS SINDVIGILANTES/BA 02 DE FEV’ 2018
CAMPANHA SALARIAL 2018:

ONTEM A 1ª RODADA DE NEGOCIAÇÃO.
HOJE (2/02), A RESPOSTA PATRONAL ESCRITA CONFIRMA A NOSSA DESCONFIANÇA: ROUBO DE DIREITOS

Como anunciado a todos, os patrões somente aceitaram agendar a primeira rodada de negociação para ontem, 1º de fevereiro, quase 60 dias após o recebimento da pauta.
O Sindicato compareceu a reunião com toda a sua Comissão e 3 advogados, mas pouco se produziu porque os patrões não apresentaram resposta a nossa pauta, ficando de apresentar, por escrito, hoje, além de ficar definido mais duas rodadas para terça-feira, 6 e quinta-feira, 08 de fevereiro.
Hoje chegou ao Sindicato a resposta patronal. E, como desconfiávamos, negando tudo, retirando conquistas e dinheiro do nosso bolso.
Veja, em síntese, os principais pontos da resposta patronal:
• Nega a manutenção da data-base e da atual CCT até a conclusão da nova, ou seja: estamos sem Convenção;
• Retira da CCT (consequentemente do bolso da categoria):
– Adicional de Boa Permanência I e II – menos R$ 90,28 e 242,59, respectivamente.
– Cai Piso Salarial.
– Deixa de pagar Prêmio de Férias.
– Adicional noturno cai de 35 para 20%.
– Sai do contracheque a Hora Noturna Reduzida – menos R$ 94,20.
– Acaba com Cesta Básica para vigilantes de Banco e área industrial.
– Retira o adiantamento do 13º em junho.
– Propõe Alimentação no mesmo valor atual e somente para jornadas superior a 6h.
– Deixa de pagar Feriado – Sai do contracheque R$ 75,36 ou 57,48 ou 35,80.
– mexe na 12/36.
– deixa de pagar o intervalo intrajornada como hora extra. Somente o adicional de meia hora. Com isto sai do contracheque R$ 141,15 e paga só 23,55 – Prejuízo de R$117,60.
– Justa Causa para quem perder na reciclagem.
– Homologação de rescisão sem o Sindicato, na empresa.
– manter a taxa negocial patronal. Fortalecimento do Sindicato patronal. Nega manter a laboral.
(Só dos valores marcados acima, a retirada no contracheque totaliza R$ 377,44, mês).

• Da Pauta dos Trabalhadores:
– Inflação, mais 5%, Desconto zero no ticket, Vale Transporte e Plano de Saúde, cota para mulheres, alojamento em hotéis, etc., Não aceitam nada.
• Mais proposta patronal – Demissão voluntaria e incentivada (o acordo da reforma ou roubo de direitos – metade do aviso, metade dos 40% do FGTS, menos 20% do FGTS depositado e sem seguro desemprego).
E aí? Dá para pensar em outra coisa, senão a greve mais forte que já se fez na Bahia ?
Então vamos nos unir, organizar e planejar a luta para enfrentar os patrões nos dias 06 e 08 e preparar a guerra para depois do carnaval, conforme combinado nas assembleias. Não vale fofoca, desunião, blábláblá, picuinha ou jogo duplo (acende vela para patrão e trabalhador). Fazer desunião é fazer jogo de patrão.
Se o patronato quer luta, vai ter luta! Vigilante não é covarde, nem cachorro.
É isto. A resposta é o roubo dos direitos. Muita indignação
POR ISSO QUE CONTRA O CALOTE E POR MEUS DIREITOS, NÃO ABRO MÃO DO MEU SINDICATO!
SINDVIGILANTES/BA
71 3525 6520 –

CLICK AQUI E VEJA  A RESPOSTA  DOS PATRÕES QUE ROUBAM OS NOSSO DIREITOS.                                      >>>  of sindesp 02-02-18