TRANSPORTE DE VALORES/RJ: IMAGINEM O ABSURDO: PATRÕES PRESSIONAM CONTRA CONQUISTA DO SINDICATO QUE CUIDA DA PROTEÇÃO DA VIDA DOS VIGILANTES

Por José Boaventura – Presidente da CNTV – Confederação Nacional dos Trabalhadores Vigilantes

Após ataques que tiraram a vida de vigilantes de carro forte da empresa TB Forte no final do ano passado no Rio de Janeiro e  que também deixou colegas duramente sequelados, a direção do Sindfort/RJ – Sindicato dos Vigilantes do Carro Forte do Município do Rio de Janeiro conseguiu negociar um acordo com esta empresa para assegurar a escolta armada para os carros fortes nas operações de situações de maior risco, principalmente no abastecimento de caixas eletrônicos. E, pelo que se viu até agora, a empresa vem cumprindo o acordado e o resultado é uma redução efetiva no registro de novos ataques ou de perdas de colegas desde então.

Ocorre que as demais empresas, alegando que tal acordo encarece os custos do serviço, tem pressionado, inclusive com documentos escritos, para que o acordo da escolta seja desfeito, chegando ao ponto de tentar proibir que os Sindicatos firmam acordos coletivos com uma empresa individualmente sobre qualquer assunto sem a “permissão” do Sindicato patronal ou da sua associação nacional.

A atitude patronal comprova, mais uma vez, que só cuidam do lucro e que a vida do trabalhador não é “investimento”, mas “custo”, “despesa”. É a mesma lógica daqueles criminosos que ceifaram vidas dos mais de 300 trabalhadores de Brumadinho ou dos meninos trabalhadores do Flamengo: o lucro e nada mais.

A CNTV vai levar o assunto e denunciar a atitude das empresas a Polícia Federal, responsável pelo controle e fiscalização do setor.

A escolta armada de carro fortes em operações de maior risco é pauta dos vigilantes em todas as partes do Brasil, onde o dia-a-dia tem sido de ataques criminosos covardes com trabalhadores e cidadãos feridos, como nesta semana em Salvador, com um vigilante, um cidadão e uma senhora grávida feridos num ataque a uma equipe de vigilantes da Preserve no bairro do Cabula.

O Sindforte/RJ e os Sindicato de luta estão certos: tudo pela vida dos vigilantes e da população.

Nosso repúdio aos gananciosos e fariseus do “tudo por dinheiro”!